Jogo
Seguro
Casa Jogo responsável e ajuda para problemas com jogadores Como Jogar de Forma Segura: 14 Dicas para Manter o Jogo Sob Controlo

Como Jogar de Forma Segura

O jogo pode ser uma atividade divertida e uma forte de entretenimento para adultos. Contudo, pode causar problemas devido à sua natureza viciante.

Há pessoas que jogam jogos de casino de forma esporádica e inofensiva, apostando pequenas quantias de dinheiro que provavelmente perderam ao longo do tempo. Por outro lado outras pessoas tornam-se realmente viciadas no jogo, o que compromete não apenas o seu dinheiro e outros ativos, mas também as suas vidas e a vida das pessoas mais próximas.

Uma vez desenvolvidos, os problemas com o jogo são um inimigo difícil de vencer e, precisamente por esse motivo, é melhor evitá-lo em primeiro lugar. Elaboramos este artigo para enumerar várias dicas que, quando seguidas, ajudarão os jogadores a jogar em segurança e a minimizar o risco de viciação. Felizmente, estas dicas podem ajudá-lo a manter-se em segurança também.

Em seguida, enumeramos as nossas dicas para jogar e forma segura. Ao clicar em qualquer uma das dicas será redirecionado para a seção deste artigo com mais informação sobre a dica em questão.

  1. Interiorize que o jogo não é uma forma de ganhar dinheiro
  2. Veja o jogo como uma forma de entretenimento que tem um custo associado
  3. Jogue apenas com o dinheiro que pode dar-se ao luxo de perder
  4. Não procure recuperar as suas perdas
  5. Não jogue com dinheiro emprestado
  6. Mantenha sob controlo o tempo e o dinheiro gastos no jogo
  7. Limite quanto pode gastar no jogo
  8. Utilize as opções de auto-exclusão sempre que sentir necessário
  9. Não combine o jogo com álcool ou drogas
  10. Não jogue quando estiver deprimido, irritado ou ansioso e não use o jogo como refúgio de outros problemas
  11. Equilibre o jogo com outras atividades
  12. Preste atenção aos sintomas dos problemas com o jogo
  13. Não tenha medo de falar com alguém sobre o assunto e peça ajuda
  14. Jogue apenas em casinos honestos

Nota: Não há garantia de que o cumprimento destas dicas o impedem de tornar-se viciado. Mesmo um pequeno erro pode levar a um hábito prejudicial ao longo do tempo, ea única forma de estar verdadeiramente seguro é não jogando. A segunda melhor coisa que pode fazer é seguir as dicas apresentadas artigo e fazer tudo o que estiver ao seu alcance para jogar com segurança.

1. Interiorize que o jogo não é uma forma de ganhar dinheiro

Muitas pessoas jogam com o objetivo de ganhar dinheiro e ficar rico ou, pelo menos, livrar-se das dificuldades financeiras. Esta mentalidade é muito perigosa porque a ideia e um prémio massivo pode mantê-lo agarrado ao jogo facilitando assim o desenvolvimento do vício no jogo.

E o pior, é que a grande vitória que mudaria a sua vida nunca acontece na maioria dos casos, e as pessoas que pretendem ganhar dinheiro através do jogo apenas "cavam buracos" cada vez maior.

Se quiser jogar com segurança e minimizar a possibilidade de desenvolver um problema com o jogo, deve abandonar esse tipo de mentalidade o mais rápido possível. O jogo NÃO é uma forma de ganhar dinheiro. Todos os jogos de casino são configurados de forma a favorecer matematicamente o casino, o que significa que as probabilidades estão sempre contra os jogadores.

Embora um golpe de sorte permita bater essas probabilidades desfavoráveis no curto prazo, é impossível manter essa maré de sorte para sempre. E o pior é que o desejo de vencer nem sempre é satisfeito com um bom pagamento único, o que faz com que muitos vencedores sortudos voltem a jogar para ganhar ainda mais, perdendo tudo o que ganharam anteriormente e, eventualmente, algum dinheiro adicional.

Não cometa o erro de jogar com o objetivo de ganhar dinheiro, ficar rico e/ou resolver todas as suas dificuldades financeiras. Se esse objetivo estiver na sua mente, a única coisa que alcançará serão problemas.

2. Veja o jogo como uma forma de entretenimento que tem um custo associado

Ao invés de jogar para ganhar dinheiro, deve encarar o jogo como uma forma de entretenimento. E, tal como a maior parte dos divertimentos, tem de pagar para usufruir dos mesmos.

Quando sai para assistir a um filme, um evento ou para uma saída noturna, em regra tem de pagar por essas formas de divertimento ao comprar ingressos, refeições, bebidas, etc. No caso do jogo, paga para jogar jogos onde joga em desvantagem, enquanto os casinos (físicos ou online) gerem negócios lucrativos que lhe proporcionam uma sessão de entretenimento.

É evidente que o dinheiro fará sempre parte da equação e a emoção que este adiciona ao jogo, assim como a possibilidade de ganhar dinheiro real, não podem ser dissociados do jogo. Na verdade adicionam valor ao entretenimento. Embora algumas pessoas gostem de jogar jogos grátis (por exemplo, na nossa seção de jogos grátis), é seguro assumir que a maioria das pessoas prefere quando há dinheiro em jogo.

Tal como mencionado anteriormente, o dinheiro não deve ser a principal razão para jogar, embora adicionem valor a esta forma de entretenimento. Se estiver interessado em jogar, faça-o porque gosta dos jogos e da emoção, mas não o faça pelo desejo de ganhar dinheiro. Se o interesse que o move é o dinheiro, é melhor parar de jogar.

3. Jogue apenas com o dinheiro que pode dar-se ao luxo de perder

Uma das consequências mais comuns do vício do jogo é acabar em grandes dificuldades financeiras. É comum os jogadores problemáticos pedirem dinheiro emprestado e fazerem tudo ao seu alcance para obter mais dinheiro para jogar.

Muitas vezes, o vício do jogo faz que os jogadores poupem noutras despesas para ter mais dinheiro para o jogo. Inicialmente este comportamento manifesta-se em despesas desnecessárias e/ou luxuosas mas, assim que o vício se instala, é comum começarem a sacrificar necessidades básicas como a comida, casa, etc.

Para permanecer seguro é importante que estabeleça um orçamento e que jogue apenas com dinheiro que pode perder sem sacrificar a sua qualidade de vida, nomeadamente as suas poupanças ou compras necessárias.

Se gastar mais do que o orçamento reservado para atividades relacionadas com o jogo ou reduzir outras despesas em favor do jogo, é muito provável que já tenha desenvolvido um vício relacionado com o jogo. Se for esse o caso, aconselhamos a leituras dos nossos artigos sobre o diagnóstico de problemas com o jogo e como ultrapassá-lo.

4. Não procure recuperar as suas perdas

Perseguir as suas perdas (como, por exemplo, procurar recuperar o dinheiro que perdeu) é uma das formas quase infalíveis de perder tudo o que tem. Muitas vezes, transforma sessões de jogo curtas e casuais, em grandes perdas financeiras, que podem se evoluir para um vício no jogo.

É verdade que a sensação perder dinheiro não é agradável e é bastante natural querer recuperá-lo. Contudo, é extremamente importante ter a mentalidade adequada ao jogar, o que nos leva de volta ao que já foi dito neste artigo: não espere ganhar dinheiro e veja o jogo como uma forma de entretenimento que tem um custo associado.

Se considerar uma perda como um resultado provável ao jogar jogos de casino, não sentir-se-á tentado a perseguir as suas perdas uma vez que essa perda já era esperada.

Querer recuperar o dinheiro que perdeu anteriormente é uma forma infalível de cavar um buraco fundo, donde poderá ser muito difícil (ou até impossível) sair. Como já mencionado, estará a jogar em desvantagem e é muito mais provável continuar a perder dinheiro em vez de recuperar o dinheiro perdido. Não cometa o erro que muitos jogadores já cometeram. Defina um limite máximo relativo ao montante que pode apostar e, ao atingi-lo, pare de jogar.

5. Não jogue com dinheiro emprestado

Por falar em erros comuns que envolvem dinheiro e jogo, é importante que nunca jogue com dinheiro emprestado. Já mencionamos que só deve apostar o dinheiro que pode perder, e o facto de necessitar de pedir dinheiro emprestado para jogar é um sinal claro que não pode realmente se dar ao luxo de perdê-lo.

Nota: É evidente que depende do contexto. Há uma diferença entre fazer um empréstimo para que possa apostar antes de receber o seu próximo ordenado e simplesmente pedir 20€ emprestados a um amigo porque não há um multibanco por perto (ou seja, você tem dinheiro na sua conta mas não tem dinheiro físico na sua carteira). Embora não apoiemos nenhuma destas práticas, estamo-nos referindo principalmente a situações mais próximas do primeiro exemplo.

Talvez a situação mais comum seja pedir dinheiro emprestado para apostar antes do salário seguinte, com a intenção de pagar a dívida logo após a receção do mesmo. Embora esta situação possa parecer inofensiva, acaba sempre por revelar o oposto, por muitas razões, nomeadamente:

  • O facto de necessitar de dinheiro emprestado para jogar é um sinal que não tem dinheiro extra que possa ser gasto no jogo.
  • Pedir dinheiro emprestado de forma descuidada pode criar uma situação financeira perigosa e, basicamente, arruinar a vida de uma pessoa.
  • Pode envolver-se com agiotas ou pessoas perigosas em geral, o que pode ser um perigo em si.
  • Jogar com dinheiro emprestado pode ser stressante para algumas pessoas, o que pode colocar em risco a sua saúde, fazer com que tome más decisões e colocá-lo em mais problemas.

E existem outros perigos além dos mencionados. Independentemente de achar que tem tudo sob controlo, nunca é boa ideia pedir dinheiro emprestado para jogar. Nunca o faça!

6. Mantenha sob controlo o tempo e o dinheiro gastos no jogo

É fácil perder o controlo quando joga, especialmente nos jogos modernos, que conseguem ser muito imersivos e podem levar à perda da noção do tempo. Por exemplo, pode sentir que está jogando há 30 minutos quando na realidade podem já ter decorrido duas horas desde que começou a jogar.

E o mesmo acontece com o dinheiro. É muito comum lembrar-se muito mais das vitórias que das perdas, criando uma falsa ideia na sua mente sobre o dinheiro perdido no jogo ao longo dos anos. Temos a certeza de que muitos jogadores frequentes ficariam chocados se descobrissem quanto dinheiro já perderam na vida.

Por isso, é importante acompanhar quanto tempo e dinheiro gasta no jogo. Preste sempre atenção à duração das suas sessões de jogo. Anote a hora em que começa a jogar e, idealmente, configure uma chamada de "realidade" para o manter atualizado sobre a duração da sua sessão.

Em muitos casinos online, as chamadas de realidade contêm informações sobre o dinheiro perdido ou ganho durante a sessão corrente, o que pode revelar-se realmente útil. No entanto, apenas fornecem informação sobre o dinheiro que perdeu nessa sessão. Para ter uma ideia mais global sobre os gastos relacionados com o jogo precisará, provavelmente, de fazer esse acompanhamento por conta própria, uma vez que poucos casinos exibem estatísticas de longo prazo aos jogadores.

7. Limite quanto pode gastar no jogo

Pode dar um passo mais além e, em vez de limitar-se a acompanhar o tempo e o dinheiro que gasta em jogos de azar, pode definir limites num casino à sua escolha. Existem vários tipos de limites que são oferecidos pelos casinos online e, embora nem todos estejam disponíveis em todos os locais de jogos, é muito provável que encontre alguns deles.

Para este efeito, sugerimos a utilização dos seguintes limites ou da sua combinação:

Ao combinar estes dois tipos de limites, poderá gastar apenas uma quantidade limitada de dinheiro e tempo em jogos de azar. Ainda assim, isto não é garantidamente uma solução à prova de bala. Estes limites funcionam apenas no casino onde os define, o que torna fácil contorná-los se quiser jogar mais do que o estipulado. Por esse motivo não deve confiar apenas nestes limites para manter os seus hábitos de jogo sob controlo.

8. Utilize as opções de auto-exclusão sempre que sentir necessário

Se os limites acima mencionados não forem suficientes para si e quiser parar de jogar por completo (pelo menos por um determinado período), experimente a auto-exclusão. Esta opção é oferecida por quase todos os casinos online e permite que se impeça a si próprio de jogar por um período que pode variar desde algumas horas até vários anos.

Ao efetuar esta ação, não poderá jogar até que o período de tempo definido termine. Dito isto, alguns casinos podem levantar a sua auto-exclusão se o solicitar, embora não o façam instantaneamente, mas sim depois de um período de reflexão.

Tal como os limites mencionados anteriormente, as opções de auto-exclusão oferecidas pelos casinos aplicam-se apenas ao casino em questão. É fácil contorná-los e jogar num outro casino. Para superar esta contrariedade, pode auto excluir-se de todos os casinos online (o que é extremamente impraticável e quase impossível) ou fazer uso de aplicações que bloqueiam os sites de jogo num nível global.

Independentemente da qualidade da aplicação ou da ferramenta, lembre-se que as opções de auto-limitação e auto-exclusão são apenas uma parte de um conjunto de comportamentos a seguir para jogar de forma segura. Podem ser eficazes, mas uma pessoa que luta com problemas com o jogo pode sempre encontrar uma forma de contorná-los. Tenha isto em mente e procure por outras soluções se sentir que o está a perder o controlo sobre os seus hábitos de jogo.

9. Não combine o jogo com álcool ou drogas

Não é necessária muita imaginação para compreender que jogar bêbado ou sob o efeito de drogas não é uma boa ideia. Ao estar sob influência de qualquer substância, o seu julgamento é afetado e não consegue tomar boas decisões.

Más decisões podem levar à perda de mais dinheiro do que se estivesse sóbrio. Um julgamento apropriado é fundamental para parar de jogar antes que tudo fique fora de controlo Jogar sob influência de substâncias pode levar a uma perda pontual, ou pode levar a um vício mais amplo no jogo.

O álcool e as drogas nunca são uma boa ideia. Se, em cima disso, adicionar o jogo tem a receita para criar problemas sérios. Pode sentir vontade de jogar sempre que sai com seus amigos e toma algumas cervejas, mas lembre-se que o vínculo mental entre jogo e as drogas ou o álcool raramente acaba bem.

Se jogar, faça-o na plenitude das suas faculdades mentais.

10. Não jogue quando estiver deprimido, irritado ou ansioso e não use o jogo como refúgio de outros problemas

Condições mentais negativas, como sentir-se deprimido, chateado ou ansioso, geralmente o tornam mentalmente mais fraco, e muitas vezes fisicamente mais fraco. É difícil manter a cabeça limpa, o que é pelo menos parte do motivo pelo qual não deve jogar caso não esteja bem mentalmente.

Em primeiro lugar, estará propenso a tomar más decisões, tal como quando joga quando está bêbado ou sob o efeito de drogas. Sentimentos negativos ou transtornos de humor podem causar danos tremendos só por si, portanto, deve tratados independentemente da sua relação com o jogo. Tentar suprimi-los através do jogo não o levarão a algo positivo, e o seu estado mental irá, muito provavelmente, piorar.

Além do mais, joga como forma a fugir a outros problemas geralmente cria mais problemas do que aqueles que resolve. Jogar pode ser uma atividade divertida, quando praticada de forma segura, mas lembre-se que nunca é uma boa solução para nenhum dos seus problemas, nem uma forma de escapar deles.

11. Equilibre o jogo com outras atividades

Jogar em demasia pode levar a problemas com o jogo. É também um sinal de que poderá ser já um jogador com problemas e deve fazer algo a esse respeito, pois os jogadores com problemas tendem a dar prioridade ao jogo sacrificando outras atividades ou até mesmo pessoas que deveriam estar presentes nas suas vidas. Os jogadores com problemas começam a negligenciar os seus hobbies, trabalho ou até família, tudo a favor do jogo, que se tornou importante demais para dedicar tempo a qualquer outra coisa.

Se quer jogar de forma segura, tem de reservar algum tempo para outras atividades também. É importante que a sua vida não se resuma ao jogo. Dedique uma quantidade suficiente de esforço ao seu trabalho, passe tempo com sua família e reserve algum tempo para os seus hobbies e atividades que gosta de fazer no seu tempo livre.

Se acha isso difícil de fazer e sente que o jogo está se tornando um fator predominante na sua vida, é tempo de fazer algo a esse respeito. Pode começar por ler o nosso artigo sobre como ultrapassar os problemas com o jogo.

12. Preste atenção aos sintomas dos problemas com o jogo

Tal como na maioria dos problemas psicológicos e biológicos que as pessoas enfrentam, tende a ser mais fácil superar o problema do jogo, se começar a lutar contra o problema num estágio pouco avançado. Caso se aperceba que está desenvolvendo um vício em jogos de azar (ou já o desenvolveu), poderá tomar medidas para superá-lo antes que isso cause ainda mais danos à sua vida e à vida das pessoas que a rodeiam.

Por esse motivo é importante que tome atenção aos sinais e sintomas dos problemas com o jogo. Leia o nosso artigo sobre este tópico e aprenda a detetar problemas com o jogo. Poderá monitorizar os seus hábitos de jogo e agir imediatamente logo que perceber que algo não bate certo.

13. Não tenha medo de falar com alguém sobre o assunto e peça ajuda

Uma vez desenvolvido, não é fácil superar o vício no jogo. Muitas vezes é benéfico recorrer a um membro da família, a amigo no qual pode confiar ou até mesmo a um profissional. Regra geral é melhor falar com alguém do que guardar tudo para si, pois torna a situação muito mais fácil de enfrentar.

É por este motivo que não deve hesitar em procurar ajuda quando tiver a menor suspeita de que os seus hábitos de jogo possam vir a ser problemáticos. Mais vale prevenir que remediar, especialmente se os potenciais problemas forem tão críticos quanto costumam ser no caso dos problemas com o jogo.

Listamos várias fontes de ajuda às quais pode recorrer no nosso artigo sobre como ultrapassar os problemas com o jogo, por isso verifique essas fontes e encontre a alternativa mais adequada para si, caso considere que estas poderão ser benéficas. Para encontrar centros de ajuda, linhas de apoio, terapeutas ou centros de reabilitação disponíveis no seu país, utilize a nossa lista de centros de ajuda para problemas com o jogo.

14. Jogue apenas em casinos honestos

Por último, mas não menos importante, o jogo seguro não se limita a jogar com responsabilidade e evitar o vício. Para jogar de forma segura deverá selecionar um casino honesto e confiável.

Você pode ser um jogador perfeitamente responsável, que joga apenas por diversão, controla suas despesas e garante que tudo é feito corretamente, mas caso escolha um mau casino online que tentará burlá-lo à primeira oportunidade, nada o ajudará caso ganhe um prémio avultado e tenha a intenção de efetuar o levantamento do mesmo.

Para estar seguro nos casinos online tenha muito cuidado ao escolher um casino para jogar, leia os comentários e anote as reclamações feitas por outros jogadores para ver como o casino as processa. Além disso, pode conferir o nosso código de conduta do jogo para aprender sobre situações problemáticas que ocorrem com frequência entre jogadores e casinos, para entender como fazer tudo corretamente e evitar violar os termos e condições do casino ou qualquer outra regra aplicável.

Acima de tudo, lembre-se de seguir os conselhos contidos neste artigo. Os problemas com o jogo podem destruir completamente a sua vida e a vida de todos os que o rodeiam. Por isso, certifique-se que joga em segurança e de forma responsável e procure ajuda quando sentir que algo pode estar errado.

Alguns dos teus amigos considerariam este artigo útil?

Partilha este artigos e deixe eles saberem

Partilhar